Bem vindo ao site do FARMED - Forum das Agências Reguladoras dos Países do Espaço Lusófono.

O FARMED é uma rede de responsáveis pelo setor da farmácia e do medicamento do espaço lusófono alicerçada nas relações de confiança recíproca e focado na definição de uma estrutura voluntária apoiada pelos dos responsáveis pelas agências do medicamento dos países lusófonos e respetivos Ministérios da Saúde.

Este gurpo visa, através da mútua colaboração criar um quadro convergente de actuação para promover e garantir o acesso a medicamentos de qualidade eficazes e seguros e contribuir para o desenvolvimento sustentado do setor e para a eliminação de barreiras a esse desenvolvimento.

O FARMED dispõe de um vasto potencial de actuação propiciado pela adesão de todas as entidades reguladoras que integram o espaço lusófono e que, pese embora a diversidade de sistemas, características e condicionantes nacionais, têm demonstrado vontade de se unir em torno de objectivos comuns de defesa da saúde pública e protecção dos cidadãos.

Em maio de 2013 foi assinda a Declaração de Compromisso que define os princípios fundadores que devem orientar a actividade desta rede e nortear as decisões dos responsáveis pelas agências reguladoras do medicamento.

O FARMED tem como um dos seus princípios fundadores acolher a experiência e saber de personalidades e representantes de organizações sem fins lucrativos do espaço lusófono, oriundas do setor público, privado e académico, com reconhecido mérito na área do medicamento e dos produtos de saúde.

No âmbito da política do medicamento, o FARMED, enquanto rede de autoridades competentes, poderá vir a prestar um importante contributo ao facilitar o diálogo tendente à criação de um quadro de convergência regulamentar que defina condições de acesso privilegiado ao medicamento dentro do espaço lusófono, respeitando as especificidades de cada país.

O FARMED constituirá o principal instrumento de discussão e definição das estratégias de colaboração entre agências e da interacção entre estas e os seus regulados e outros parceiros relevantes, privilegiando a transparência das suas actividades.